Zagreb

O tão aguardado momento chegou! Isso mesmo, está na hora de começar a escrever os posts das viagens que fiz pela Europa nos últimos tempos e partilhar com vocês dicas úteis para visitarem esses mesmos destinos (De nada!).

Após a minha experiência de Erasmus, como já devem saber, ainda não estava preparada para voltar a casa e decidi fazer uma espécie de interrail com a duração de 15 dias por 7 cidades europeias e foi das melhores decisões que podia ter tomado! Foi uma aventura única na qual aprendi imenso e conheci locais maravilhosos.

Mas afinal qual foi o meu roteiro? Parti de Budapeste para Zagreb na Croácia, cidade na qual permaneci 2 dias, aproveitando para visitar os belíssimos Lagos Plitvice num dos dias; de seguida parti rumo a Liubliana, na Eslovénia, onde adotei um plano semelhante, permanecendo 2 dia na cidade e visitando o inacreditável Lago Bled no último dia; de Liubliana segui para Veneza, cidade na qual fiquei 1 dia (os preços por noite em Julho são inacreditáveis lá!!); e daqui para a frente andei a viver o sonho italiano saltitando de cidade para cidade de Veneza para Milão, de Milão para Florença e de Florença para Roma. Terminei a minha viagem com 1 paragem de 3 dias em Amesterdão.

Assim, o post de hoje não é nada mais nada menos do que um apanhado da minha estadia na primeira paragem: Zagreb.

Zagreb é a capital da Croácia, mas nem por isso é uma cidade muito grande, considero que um dia para a visitar é suficiente. Deste modo, apresento-vos um guia de 1 dia em Zagreb, para que possam tirar o melhor partido deste destino.

/ / / De manhã / / / 
Jardim Botânicojardim-botanico.JPG

Zagreb tem um jardim botânico lindo de morrer que até nenúfares tem! Assim, o nosso dia começou em cheio quando, por mero acaso, nos deparámos com ele.

nenufares.JPG

A entrada é gratuita, o que, para nós, foi a cereja no topo do bolo. O jardim está aberto todos os dias da semana das 9h às 19h, exceto segundas e terças que fecha às 14h30. Vale a pena visitar.

blogger-pelo-mundo.JPG

Catedral de Zagrebcatedral-zagreb.JPG

Construída em 1217, esta é a construção mais alta da Croácia. Em 1880 um tremor de terra deixou-a em mau estado e teve de ser reconstruída no início do séc XX.

catedral-zagreb-interior.JPG

A entrada é gratuita e a catedral está aberta diariamente das 10h às 18h, exceto aos domingos, dias em que só abre à 13h.

Mercado Dolacmercado-dolac-zagreb.jpg

Situado entre a praça Jelacic e a Catedral, este mercado cheio de vida, a operar desde 1930 é o local ideal para comprar todo o tipo de produtos frescos e também alguns souvenirs. O mercado está aberto durante toda a semana das 06h30 da manhã até às 15h da tarde, exceto aos domingos, dias em que encerra à 13h.

/ / / Hora de Almoço / / /

Em Budapeste o meu namorado tinha uma colega de trabalho croata que quando soube que íamos passar por Zagreb nos disse que o irmão tinha lá uma hamburgeria que tínhamos de ir experimentar (como o mundo é pequeno, hã!?). Ora, como sabem eu sou uma pequena especialista/viciada em hamburgers então, quando soubemos disto, decidimos ir lá, até porque a rapariga nos disse que o irmão tinha estado em NY só a aprender a fazer hamburgers, por isso, deviam ser bons!

E assim foi, lá fomos ao tal restaurante: Burgeraj. O espaço era muito acolhedor, pequenino e com decoração alusiva a NY em todos os recantos.

DSC_0007.JPG

Quanto ao menu, apenas contempla 4 hamburgers, sendo que todos incluem batata. Fiquei logo com boa impressão, afinal, mais vale pouco e bom do que muito e com fraca qualidade, certo? Pedimos o Bacon Cheese. O hamburger era delicioso, contudo não é o típico hamburger artesanal a que estamos habituados, uma vez que é inspirado na fast food americana, no entanto vale muito a pena experimentar.

DSC_0013.JPG

Não aceitam pagamento com cartão, logo, não se esqueçam de ter kunas com vocês (sim, na Croácia a moeda não é o Euro mas sim a Kuna). No entanto, se não tiverem dinheiro  não se preocupem, existe uma loja de câmbio perto do restaurante e na altura foi onde eu fui. Apenas lembrem-se que 7,5 kunas equivalem aproximadamente a 1€.

/ / / De Tarde / / /
Igreja de São Marcosigreja-sao-marcos-zagreb.JPG

Esta igreja, com seu icónico telhado de azulejos, é um dos pontos obrigatórios a visitar na cidade de Zagreb. Fica situada na parte alta da cidade e infelizmente só pode ser visitada em horários restritos durante missas, o que dificulta a visita devido à grande afluência de pessoas. Assim, pode ser visitada gratuitamente às 07:30h da manhã ou às 18h da tarde de Segunda a Sexta; às 07h30h da manhã de Sábado e às 10h, 11h ou 18h de Domingo.

De Abril até Outubro existe uma cerimónia de mudança de guarda em frente à igreja todos os sábados e domingos ao 12h.

Torre Lotrščaktorre-Lotrščak-zagreb.JPG

Perto da Igreja de São Marcos encontramos a torre Lotrščak que inicialmente era uma torre de defesa, depois passou a ser uma prisão e atualmente compreende uma galeria de arte e uma loja. Uma curiosidade sobre esta torre é que dispara o canhão todos os dias desde 1877 para marcar as 12h, por isso, não se esqueçam de a visitar a essa hora. Deste ponto da cidade tem-se uma boa vista, sem se necessitar de subir à torre. No entanto, para quem possa estar interessado o preço do bilhete são 20 kunas, o equivalente a 2,70€ e o horário é das 9h às 19h, exceto sábados e domingos que é das 10h às 19h.

Praça Kralja Tomislavablogger-de-viagens.JPG

Zagreb é uma cidade com bastantes espaços verdes e esta praça icónica, onde encontramos a estátua equestre do rei Tomislav e o imponente edifício do Pavilhão de Arte, é o local ideal para fazermos uma pausa junto à fonte enquanto apreciamos os seus belos jardins.

Passear pela cidaderua-zagreb.JPG

Embora pequena, a cidade é super agradável e tem imensas boutiques independentes com items fora do vulgar, nas quais podemos e devemos fazer algumas compritas eheh. Para além disso, existem ainda diversas construções arquitétonicas surpreendentes, como o Teatro Nacional e vários museus, apesar de eu não ter entrado em nenhum.

teatro-nacional-zagreb.JPG

Os museus com mais sucesso na região são o Museu das Relações Quebradas, um museu que exibe cartas de pessoas a expor os seus sentimentos sobre relacionamentos que chegaram ao fim e o Museu Mimara, um museu com obras de arte de diversos artistas, entre eles: Lorenzetti, Raffaello, Giorgione, Veronese, Caravaggio, Canaletto, Van Goyen, Ruisdael, Delacroix, Velázquez, Murillo, Goya, entre outros…

DSC_0324.JPG

A cidade faz-se bem a pé, não existe metro mas sim uma rede de trams que transporta as pessoas de uma ponta à outra da cidade.

Fiquei hospedada num apartamento do Airbnb que era bastante agradável, já para não falar do anfitrião que era super simpático! Como chegámos à cidade bastante cedo, pois apanhámos o autocarro às 5h da manhã em Budapeste, o nosso quarto ainda não estava pronto. Contudo, o senhor foi muito amável e permitiu que fossemos deixar lá as malas e, em seguida ainda nos convidou para ir tomar café. Aceitámos prontamente este convite e após termos estado na treta com ele durante algum tempo, até nos ofereceu o café!

Enfim, adorei a minha estadia em Zagreb, pois apesar de não ter nada de especial, é uma cidade encantadora, muito bem cuidada e com pessoas muito simpáticas.

Espero que tenham gostado do post e se procuram dicas sobre como planear uma viagem não se esqueçam de ler o post sobre os 10 mandamentos do viajante.

Boa viagem!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s